Noções Básicas de Compostagem para Cogumelos!
 

Compostagem Curta com Pasteurização com e sem vapor (Caldeira).

A compostagem para cogumelos sempre foi vista como investimento elevado com uso de equipamentos pesados, tratores e estruturas gigantescas, muita mão de obra e portanto longe do alcance dos pequenos produtores de cogumelos.

Atualmente as pesquisas já desenvolveram para o mercado a metodologia de compostagem baseada na não

esterilização do composto, privilegiando o equilíbrio de microrganismos, que deverá revolucionar a produção de cogumelos no Brasil, pois agora, essa tecnologia mais moderna permitirá menor investimento e o pequeno produtor poderá fabricar seu próprio composto de cogumelos com baixo investimento, pouquíssima mão de obra e diminuição de custos com segurança; ampliando assim de forma importante suas possibilidades comerciais.

 

A unidade efetiva da compostagem pode ser implantada em uma área mínima de 400 m² de área coberta com pátios e barracões (coberturas). Sendo perfeitamente possível o aproveitamento de estruturas ociosas da propriedade, tais como pátios e barracões.
E em caso de produzir a própria matéria prima (palhas) para a compostagem seriam necessários de 5 a 10 hectares de área de plantio de palhas.

 

Não há mais empirismos e segredos na formulação dos compostos para Cogumelos que hoje obedecem a parâmetros e níveis de necessidade para cada tipo ou espécie de Cogumelos. E as formulações podem ser feitas para as mais diversas regiões e épocas do ano, conforme a sazonalidade, disponibilidade e preço das palhas de gramíneas.

Alguns tipos de gramíneas que podem ser utilizados para a produção do composto:

- Palhas de braquiárias (todas as espécies e variedades)
- Palha de Arroz
- Palhas de Aveia
- Palha de Azevém
- Palha de Trigo
- Palha de Coast Cross
- Palhas de Capim elefante (todas as variedades)
- Palha de Andropogon
- Palha de Milho
- Bagaço de Cana (Usina ou Alambiques) 
- e outras gramíneas